SBA Podcast #11: Controle de Catástrofes Hospitalares

No episódio 11 do SBA Podcast, o podcaster do Medicina do Conhecimento, dr. Pablo Gusman e dr. Luis Antonio dos Santos Diego, diretor do Departamento de Defesa Profissional da SBA, conversaram com dr. João de Lucena Gonçalves, membro da Câmara Técnica de Segurança do Paciente do CRM Rio de Janeiro, membro do Comitê de Segurança do Paciente da Secretaria Estadual de Saúde do RJ e consultor para Acreditação, Qualidade e Segurança do Paciente.

O tema da vez foi o Controle de Catástrofes Hospitalares:


Nota de Falecimento: dr. Ubirajara Ivan Alcântara Silva

É com profundo pesar que a SBA informa o falecimento do médico anestesiologista dr. Ubirajara Ivan Alcântara Silva. O especialista tinha 69 anos e estava internado no hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, onde se submeteu a um procedimento cirúrgico. Infelizmente, ele não resistiu e veio a falecer.

Nas redes sociais, a Saeb emitiu nota sobre o especialista:

“Há 40 anos praticando a anestesiologia,o anestesiologista era conhecido por seu bom humor e alegria, estava sempre disposto a ajudar. Nós, da SAEB, nos solidarizamos com a dor da família e amigos. Que Dr. Bira descanse em paz”.
Nesse momento de tristeza e consternação, compartilhamos com amigos e familiares a dor pela perda deste valoroso colega.


Nota de Falecimento: dr. Hugo Borges

É com profundo pesar que a SBA informa o falecimento do médico anestesiologista dr. Hugo Borges por complicações decorrentes da Covid-19.

Presidente da Unimed Juiz de Fora e médico, dr. Hugo Borges, de 70 anos, morreu às 11h30 da manhã de sábado (13/2), no Hospital Unimed. Ele estava internado desde o dia 1º de fevereiro devido às complicações da COVID-19. Conforme a nota oficial, Hugo morreu de forma tranquila e serena, ao lado de sua família.

O gestor Hugo Borges ficou internado por 35 dias, em novembro de 2020, quando foi diagnosticado com COVID-19.

Com informações do Estado de Minas


SBA Podcast #10: Juntos Contra Pandemia da Covid-19

Neste episódio, o podcaster do Medicina do Conhecimento, dr. Pablo Gusman, e dr. Luis Antonio dos Santos Diego, diretor do Departamento de Defesa Profissional da SBA, conversaram com a dra. Emily Santos Montarroyos, presidente da Associação de Anestesiologistas do Estado do Amazonas e do Conselho Superior da SBA.

Em janeiro de 2021, a SBA e a ASSAEAM  produziram uma série de recomendações para dirimir a tragédia instalada no sistema de saúde do Amazonas consequente à pandemia da Covid-19, assim como em atender a população geral com empatia, qualidade e segurança, bem como em proteger os médicos anestesiologistas e demais membros da equipe. 

Veja as recomendações abaixo

  1. ADIAMENTO DAS CIRURGIAS ELETIVAS: como medida para a prevenção e minimização do risco de contágio da população geral e como forma de priorizar o atendimento da população acometida pela COVID-19 nas diversas unidades de saúde do Amazonas, onde há falta ou escassez de medicamentos, equipamentos de proteção individual (EPI’s), equipamentos de assistência ventilatória e até mesmo oxigênio para suporte dos pacientes em hipóxia,  recomendamos fortemente a suspensão temporária de procedimentos anestésicos eletivos;
  1. PRIORIZAR A ATUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS ANESTESIOLOGISTAS PARA ATENDIMENTO DE URGÊNCIA EXCLUSIVO: levando em consideração, primordialmente, a vida, saúde e integridade física dos pacientes em tratamento da COVID-19, recomendamos fortemente que a equipe da saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêuticos e outros profissionais que dão suporte ao atendimento dos pacientes em tratamento – maqueiros, agentes de limpeza, segurança, etc.), devem ter suas atividades direcionadas para os pacientes da urgência exclusivamente.
  1. PROFISSIONAIS VOLUNTÁRIOS PARA ATENDIMENTO EM UNIDADES DE ASSISTÊNCIA PARA PACIENTES COM COVID – 19: esta atitude humana e louvável já está sendo realizada pelas empresas de Anestesiologia atuantes no Amazonas.
  1. SOLICITAMOS DOAÇÕES DE EPI, MEDICAMENTOS E OXIGÊNIO: para auxiliar no cuidado da equipe nos atendimentos de casos de COVID-19 e evitar a contaminação dos anestesiologistas e outros profissionais atuantes no cuidado dos pacientes em tratamento, solicitamos doações de diversos materiais (Máscaras N95 ou PFF2 (sem válvula); Capote cirúrgico ou macacão impermeável e descartável capazes de proteger todas as áreas expostas notadamente tórax, cabeça e pescoço; Óculos de proteção e Viseira de proteção facial (face shield); Luvas de procedimento; Gorro descartável; Filme plástico para envolver os aparelhos e equipamentos; Videolaringoscópios, quando disponíveis; – Dispositivos de aspiração fechados).
  1. VOLUNTARIADO PARA PARCERIA ENTRE A ANESTESIOLOGIA E A MEDICINA INTENSIVA EM ESCALA DE PLANTÃO EM UTI, POR MEIO DE TIME DE RESPOSTA RÁPIDA E ASSISTÊNCIA NOS PLANTÕES: esta atitude humana e louvável já está sendo realizada pelas empresas de Anestesiologia atuantes no Amazonas.
  1. USO RACIONAL DOS MEDICAMENTOS, PRIORIZANDO O ATENDIMENTO DE URGÊNCIA E PACIENTES SOB VENTILAÇÃO MECÂNICA.