Anestesia é para especialista


POSICIONAMENTO CONTRÁRIO A CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS NÃO ESPECIALISTAS PARA O EXERCÍCIO DA ANESTESIOLOGIA

Após termos conhecimento de notícias envolvendo falhas no atendimento à população em hospitais públicos, em diferentes estados, conseqüentes à contratação de médicos sem a devida conclusão da residência médica na especialidade e, portanto, sem o Título de Especialista, a Sociedade Brasileira de Anestesiologia posiciona-se a favor da saúde pública, defendendo a anestesia segura para toda a população brasileira indiscriminadamente.

Preocupada com a qualidade na formação dos especialistas em anestesiologia, a SBA conta com 84 centros formadores em anestesiologia (CET/SBA), em todo o Brasil, com o propósito de ministrar ensino especializado em anestesiologia para médicos, com duração de 3 anos.

Ao longo desse período, o médico recebe treinamento intensivo nas diversas áreas da anestesiologia, possibilitando que, ao término do curso de especialização, ele esteja preparado para administrar anestesia com segurança, em qualquer situação clínica.

Devido à complexidade da medicina atual, com o aparecimento de novas técnicas, monitores, medicamentos e pacientes com doenças cada vez mais graves, esta formação representa o mínimo necessário para que um médico pratique anestesia segura.

É necessário um alerta ao poder público, aos administradores hospitalares e a todos os responsáveis pela contratação de médicos, bem como aos órgãos de classe, sobre os sérios e desnecessários riscos para a saúde pública, decorrentes da contratação de médicos sem o devido e necessário preparo para o exercício de uma especialidade tão complexa como a anestesiologia.

Visando a qualidade da assistência médica oferecida à população, a SBA recomenda a exigência do título de especialista em concursos ou para a contratação de médicos para o exercício da anestesiologia, bem como o cumprimento da RESOLUÇÃO CFM nº 1634/2002:

“Art. 4º O médico só pode declarar vinculação com especialidade ou área de atuação quando for possuidor do título ou certificado a ele correspondente, devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina.”

Diretoria
Sociedade Brasileira de Anestesiologia